Daia

DISTRITO AGROINDUSTRIAL.

Localizado a 54 quilômetros da capital do Estado (Goiânia), o Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), tem se destacado no setor industrial De Goiás, por abrigar grandes indústrias e atrair novos investimentos e, por oferecer total infra-estrutura. O Daia abrange uma área de mais de 1700 hectares e conta com quase 100 empresas de médio e grande porte em pleno funcionamento, gera mais de oito mil empregos diretos e apresenta perspectivas de novas instalações nos próximos anos.
A história do Daia começou em nove de novembro de 1976, com a inauguração o pólo industrial que viria a ser o segmento que mais recebeu investimentos em todo o município.
Em meados de 1980, o governo instituiu um programa que concederia benefícios fiscais às empresas que se instalassem no local, o “Programa Fomentar”, substituído hoje pelo Programa Produzir, que proporciona até 100% de financiamento além da isenção de impostos.
Dentre as vantagens que possibilitam o desenvolvimento contínuo do Daia, podemos destacar a Estação Aduaneira do Interior (EADI ou Porto Seco), a localização do quilômetro Zero da Ferrovia Norte-Sul, Plataforma Mutimodal, que está em construção, o sistema de capacitação e de tratamento de água próprios com capacidade para 590.000 metros cúbicos, sistema exclusivo de energia elétrica, central telefônica - DDD/DDI, agências bancárias e correios e a localização privilegiada do Daia que está no coração do Brasil, o que permite às empresas instaladas ou que pretendem se instalar terem mais suporte e estrutura física para realizarem ótimos negócios.

 

PORTO SECO

O Porto Seco Centro-Oeste ou EADI - Estação Aduaneira Interior, é um terminal alfandegado de uso público, de zona secundária, destinado à prestação de serviços de movimentação e armazenagem de mercadorias sob controle aduaneiro.
O Porto Seco foi criado através de concorrência pública na qual um grupo de empresários goianos se uniu formando o consórcio vencedor da licitação, obtendo assim a permissão para prestação do serviço aduaneiro. Da permissão à implantação foram dois para as adequações exigidas pela Receita Federal, até o cumprimento das exigências do edital de licitação. Alfandegado em Setembro de 1999, este recinto vem desempenhando papel fundamental no desenvolvimento do Estado. Uma nova visão de Comércio Exterior foi estabelecida em Goiás, aproximando a região do mercado global. Tendo como missão principal atender às necessidades de importadores e exportadores, o Porto Seco, presta assessoria aos seus clientes, no intuito de os mesmos otimizarem as suas transações nacionais e internacionais ganhando, assim, mais competitividade de mercado através de agilidade e redução de custos de armazenagem dos seus produtos. A localização do Porto Seco Centro-Oeste não poderia ser melhor. Situado na cidade de Anápolis, possui uma ampla e moderna infra-estrutura, com área total de 109.707,97m2. A empresa está em uma região estrategicamente privilegiada, a 54 Km de Goiânia, capital do estado de Goiás, e 150 Km de Brasília, a capital do Brasil. Três rodovias federais se interligam a Anápolis: as BR´s 060, 153 e 414 formando juntamente com as ferrovias o que pode ser chamado de "Trevo Brasil". Além do fácil acesso rodoviário, o Porto Seco Centro-Oeste dispõe de ferrovia, oferecendo uma facilidade adicional para combinar os recursos de seus clientes e oferecer a melhor opção de transporte. Podem ser transportados inúmeros tipos de cargas, interligando todo o mercado do Centro-Oeste a outros pontos do País, transformando grandes distâncias, em distâncias economicamente competitivas. Porto Seco Centro-Oeste oferece vantagens adicionais e facilidades que desburocratizam o sistema, agilizando suas operações, possibilitando a redução de custos e maior competitividade nos negócios externos, como por exemplo: O mais importante dos regimes suspensivos pela EADI Porto Seco Centro-Oeste é o Entreposto Aduaneiro, o qual prevê a suspensão de impostos por até 03 (três anos), possibilitando nacionalizações parciais do estoque inicial, o que redunda em menor comprometimento de caixa da empresa no recolhimento de impostos e total adequação do desembaraço as suas necessidades de utilização de matéria prima ou produto acabado. Portanto, o Entreposto Aduaneiro é o regime de destaque para as empresa que operam no comércio exterior, sendo um forte aliado nos investimentos no que tange à competitividade conquistada com as facilidades de operações, agilidade e segurança oferecidas pelo Porto Seco Centro-Oeste.

· Agilidade nos desembaraços com presença constante da Receita Federal, Ministério da Saúde e Ministério da Agricultura.
· Consolidação e desconsolidação de cargas na EADI, viabilizando volumes menores de comercialização.
· Emissão dos documentos necessários e exigíveis em todos os processos pertinentes.
· Central de Informações para que os clientes acompanhem de perto os procedimentos com riqueza de detalhes, permitindo transparência em todo processo.
· Negociação direta por parte do cliente com uma empresa que tem como objetivo priorizar a qualidade na prestação de serviços.
· Em função de parâmetros pré-estabelecidos com a Secretaria da Receita Federal, o Porto Seco Centro-Oeste trabalha com redução significativa nas tarifas em relação ao desembaraço dos portos, aeroportos e fronteiras.
· Terminais ferroviários, disponibilizando o uso da ferrovia e contribuindo para a redução no custo do frete. Localização geográfica estratégica para empresas da região Centro-Oeste do País.


PLATAFORMA LOGÍSTICA MULTIMODAL

O mais próximo de uma plataforma logística em operação no Brasil são os centros de distribuição, cuja configuração física de armazenagem é destinada à gestão da movimentação e estoque de produtos acabados. Falta-lhes, entretanto, a integração multimodal, os incentivos para agregação de valor, a oferta de serviços ligados à atividade e o gerenciamento da carga de modo eficiente e integrado. A Plataforma Logística Multimodal de Goiás promoverá pela primeira vez no Brasil o conceito de central de inteligência logística, combinando multimodalidade, telemática e otimização de fretes. Por meio do acesso eficiente aos eixos de transporte rodoviário, ferroviário e aeroportuário, permitirá a integração com as principais rotas logísticas do País.
A plataforma será implantada numa área de 6.967.790 m2, entre o Distrito Agroindustrial de Anápolis (DAIA), o maior do Estado, com 84 empresas instaladas e localizado na cidade de Anápolis, e importantes eixos para integração logística, tanto aérea quanto terrestre (rodoviário e ferroviário). Além do tratamento das mercadorias, da armazenagem e do acolhimento do pessoal em trânsito, a plataforma abrangerá todos os subconjuntos logísticos necessários para reduzir os custos com operações de movimentação. No mesmo espaço, em que serão integrados os modais aeroviário, ferroviário e rodoviário, estarão em operação o Centro de Transportes Terrestres, o Terminal Aéreo de Carga, o Terminal Ferroviário de Carga e o Pólo de Serviços e Administração. Todas essas áreas terão infra-estrutura de apoio (energia, telecomunicações e saneamento) e será possível realizar:
• Armazenagem e distribuição multi-temperatura
• Despachos aduaneiros e contratação de cargas
• Beneficiamento, processamento e embalagem de bens
• Concentração e desconcentração de cargas
• Serviços financeiros e de telecomunicações
• Montagem industrial de produtos

PÓLO FARMACÊUTICO

A Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), conquistou um grande benefício para Anápolis. A instalação do Pólo Farmacêutico no município. Com a expansão do consumo de remédios genéricos no Brasil, a tendência é que o DAIA se consolide como o maior Pólo Farmacêutico de Genéricos da América Latina.

 

O Pólo Farmacêutico de Anápolis conta hoje com 15 empresas de médio e grande portes. Próximo a Goiânia e Brasília, situa-se em local com fácil acesso para todas as regiões do País. Além disso, a área tem infra-estrutura de telecomunicações e de transporte rodoviário, aéreo e ferroviário por meio dos terminais de Anápolis e Goiânia, que ligam o pólo com os demais grandes mercados nacionais e portos exportadores de Vitória, Rio de Janeiro, Sepetiba e Santos.

TOPO
CORRESPONDÊNCIA
Rua Manoel D'abadia Nº335 - Centro CEP: 75020-030
CONTATOS
Fone: 62 4014 7000
Fax: 62 4014 7010
  • Gedoor