Você sabe quanto deve sua empresa?

Técnica, firmeza e humor marcam palestra sobre “Planejamento Financeiro”

Embora pareça óbvio a necessidade de ter esse conhecimento para a administração de qualquer empreendimento por menor que seja, essa pergunta, na maioria das vezes, não é respondida pelos empresários e quando a abordagem parte para as finanças pessoais, a situação fica ainda mais complicada:

– Você sabe o quanto paga de taxas de juros aos bancos como por exemplo quando utiliza o limite do cheque especial, cartão de crédito, manutenção de contas e outros descontos registrados no extrato bancário e nem sempre compreendidos?

– Você tem o hábito de ler o extrato bancário?

– Você sabe quais despesas previsíveis terá em cada mês do ano?

– Você sabe o quanto você gasta por dia?

– Você sabe o quanto você deve e o quanto você ganha?

Eva Cordeiro

Estas e outras perguntas foram levantadas com muita seriedade, leveza e bom humor pela economista e professora Eva Cordeiro na última palestra do Programa de Capacitação Empresarial da ACIA MULHER realizada na quinta-feira, dia 13 de julho, que também apontou o caminho para não só sair do vermelho como também construir uma boa poupança.

A professora Eva abriu a palestra relembrando que todos já ouviram o famoso conselho: “gaste menos do que você ganha” e então por que a maioria das pessoas estão devendo 110% do que ganham? Segundo ela, o primeiro passo é entender que a relação com dinheiro é fundamentalmente emocional e que é preciso trabalhar essa parte emocional e ter disciplina para que esse relacionamento com as finanças dê certo.

Mais de 70 pessoas participam do Programação de Capacitação

A economista também pontuou a cultura negativa em relação ao dinheiro, principalmente pela má interpretação do versículo bíblico “o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males”; (1 Timóteo 6:10). Com muito humor, Eva destacou a palavra AMOR, enfatizando que não é o dinheiro que faz o bem ou o mal às pessoas e sim o uso que se faz dele, afinal se trata de um recurso que pode ser BEM UTILIZADO ou não. Como exemplo citou uma faca de cozinha que pode ser usada para fazer uma deliciosa refeição ou para matar pessoas, também falou do empresário Bill Gates que já doou mais de R$ 100,0 bilhões, grande parte, à pesquisa científica. Deixando claro que é preciso trabalhar bem essa relação emocional com o dinheiro, afinal, querendo ou não, ele faz parte da vida de todos. Com alegria e firmeza questionou: – Quantas pessoas você ajuda com o dinheiro que você ganha?

Juros praticados no Brasil são comparados aos da máfia siciliana

Em seguida fez considerações a respeito de começar a poupar independentemente da idade, uma vez que a expectativa de vida dos brasileiros está cada vez mais alta, novamente com humour citou situações do cotidiano de pessoas já idosas com disposição jovial, afirmando que cada um pode ser aquilo que desejar ser e também fez importantes colocações para sair do vermelho e conseguir poupar. O primeiro passo é fugir dos juros altos, sobretudo o rotativo do  cartão de crédito, a economista explicou que os juros autorizados pelo governo brasileiro são tão absurdos que são comparados às taxas praticadas pela máfia siciliana.

Humor e firmeza prendem atenção dos participantes

Eva Cordeiro também aconselhou a pagar primeiro as contas que trazem mais dor de cabeça como condomínio e cobrir as despesas essenciais como luz, água e supermercado. Também informou que muitos empresários misturam as contas pessoais com as da empresa e disse que para a sobrevivência do negócio é importante saber retirar o Pró-labore, ou seja, 60% da receita líquida da empresa precisa voltar para o empreendimento e 40% é o pagamento do dono da empresa. A professora também deu outras dicas importantes como: Ter um padrão de vida adequado com a renda, realizar o planejamento pessoal, gostar mais de dinheiro, evitar o acúmulo de dívidas, fugir de gastos pequenos, anotar e monitorar os gastos diários (fazer uso de aplicativos de celular, se necessário) e aprender a usar o cartão de crédito. Por fim pontuou que é fundamental  buscar organização emocional, saber planejar e dizer não para se próprio e para os outros, sempre que necessário, pois só assim se conseguirá ter uma verdadeira organização financeira.

Programa de Capacitação Empresarial

Diretoria ACIA MULHER

A gerente comercial e uma das coordenadoras do Programa de Capacitação Empresarial, Nayz Cassia, pontuou a importância do fortalecimento das empresas na área econômica e conduziu o sorteio de exemplares de livros doados pelo SENAC ANÁPOLIS.

A diretora da ACIA MULHER, Juracy Ribeiro, explicou que a principal motivação do Programa de Capacitação Empresarial é o de levar conhecimento para que empreendedores e colaboradores das empresas anapolinas possam se organizar financeiramente, fazer as adequações necessárias e se fortalecerem mesmo em tempos de crise. Juracy Ribeiro que é empresária e também membro do Conselho Consultivo da Associação Comercial e Industrial de Anápolis será a próxima palestrante do Programa que traz o tema “Gestão de Risco” e será abordado no dia 10 de agosto próximo.

Juracy Ribeiro será a palestrante do dia 10 de agosto

CURTA A PÁGINA DA ACIA NO FACEBOOK E CONFIRA MAIS FOTOS CLICANDO AQUI.

 

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *