Projeto do Polo Estratégico da Base Industrial de Defesa dispara.

Projeto do Polo Estratégico da Base Industrial de Defesa dispara.

Anápolis está convencida de sua força estruturante para atrair o Polo Estratégico da Base Industrial da Defesa (cerca de 200 indústrias do setor) e de sua localização, no centro do País, para sediar a Central de Suprimentos do Ministério da Defesa (negócio de R$ 7,5 bi por ano e milhares de empregos). Ao portfólio competitivo de Anápolis acrescente-se o atrativo cardápio de incentivos fiscais do Governo de Goiás (redução do ICMs para 4,5%) e linhas de créditos especiais dos sistemas financeiros federal e mundial (dinheiro mais barato da América do Sul).

Alertada pela Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, a Acia movimentou-se (em Goiânia, Brasília e São Paulo) com resultados além do esperado. Para prospectar o projeto, o presidente Anastácios Apóstolos Dagios constituiu o Comitê Executivo e protagonizou ações fulcrais do movimento “Pacto Por Anápolis” e do projeto “Anápolis Global”. Com a adesão (em massa) de autoridades e lideranças, em obstinada trajetória, a entidade foi à Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança, em São Paulo, ao governador de Goiás, ao ministro da Defesa e ao presidente da República (em exercício) sob testemunho de representantes de entidades de classe (Acia, Fieg, Facieg e sindicatos), além de vereadores, deputados, secretários e políticos goianos. A mobilização é uma força motriz além fronteiras que transcende aos anseios de Anápolis e de Goiás.

Com aproximadamente 400 mil habitantes e PIB superior a R$ 13 bi, Anápolis é o destino e o momento de quem busca oportunidades. De vir para o coração do Brasil. Polo de desenvolvimento regional (com visão internacional). Polo Industrial (maior do Centro-Oeste). Polo Farmacêutico (segundo do Brasil). Polo Logístico (a ser consolidado pelo Aeroporto Internacional de Cargas e pela Plataforma Logística). Polo Universitário (duas universidade, mais de 100 cursos e 250 escolas). Polo de Turismo (consagrado pelo maior centro de convenções do Centro-Oeste). Centro Estratégico da Defesa do Espaço Aéreo do Brasil e sede da mais importante Ala da FAB. Portal da Amazônia. Eixo do Centro-Oeste. Anápolis é o melhor lugar para investir e viver na região que mais cresce no País.

Isto (e muito mais) é Anápolis! Referenciais, diferenciais e potenciais, estratégicos, competitivos e atrativos e estruturantes, abrangentes e integrados, além da excepcional localização geográfica, no centro do Brasil. Praticamente junto da Capital Federal. Este portfólio garante Anápolis muito à frente de qualquer município brasileiro, na largada para a implantação do Polo e da Central de Suprimentos. Em um único lugar e em condições (indiscutivelmente favoráveis) para a garantia da eficiência da logística e da redução de custos nas compras centralizadas do Exército, da Aeronáutica e da Marinha. O projeto de Anápolis não visa atrair apenas indústrias de armamentos e munições, mas, também, fornecedores de diversos produtos e serviços que são consumidos com recursos do Ministério da Defesa como, por exemplo, uniformes, botas e alimentos. “Do alfinete ao foguete”, explica o presidente da Acia.

Em 2017, a Acia fez decolar uma missão visionária e estratégica para Goiás, para o Distrito Federal e para o Brasil. Em 2018, o cenário será o mesmo e os protagonistas da história do futuro não serão outros. Em céu de brigadeiro Anápolis voa alto (e rápido) para a consolidação de um projeto de alta complexidade – porém viável. Fundamental para Anápolis atingir uma nova dimensão de desenvolvimento e primordial para o Brasil alcançar um novo patamar de segurança.

Não foi a primeira vez que a Adesg sinalizou ouro na rota de Anápolis, mas desde o advento do Daia, em 1976, é primeira vez que a cidade apaixona-se verdadeiramente por uma causa que mexe com todos os segmentos da economia e da comunidade. Centenas de empresas (e milhares de empregos) poderão aterrissar em Anápolis.

O que parecia sonho agora voa para a realidade. Mas é preciso desatar o nó da Plataforma Logística, do Aeroporto de Cargas e da Ferrovia Norte-Sul para se evitar o risco de um retrocesso. O momento é crucial e exige soluções imediatas para os problemas recorrentes que travam os investimentos na contramão do futuro.

Anápolis está na mídia nacional e é destaque em sites do Governo Federal, do Ministério da Defesa, das Forças Armadas, do Congresso Nacional, do Governo Estadual, das assessorias, das indústrias do setor, das entidades e da terceira via. Blogueiros postam tudo sobre o Polo e sobre os novos caças da FAB. Bomba na internet o Anápolis Global. O Brasil está de olho em Anápolis.

Entrementes, está cada vez mais difícil localizar o presidente da Acia. O homem não para. Porque o projeto do Polo Estratégico da Base Industrial de Defesa dispara.

Fonte: Manoel Vanderic (jornalista) – Anápolis Global – www.anapolisglobal.com.br