ACIATec: Empreendedorismo, Inovação e Tecnologia

Anápolis caminha para um novo salto no desenvolvimento econômico da cidade e região, pois está voltada para investimentos em projetos de empreendedorismo, inovação e tecnologia.

Com o objetivo de promover em um mesmo ambiente um ecossistema saudável capaz de unir universidades, empresas e poder público (tríplice hélice) nasceu dentro da Associação Comercial e Industrial de Anápolis – ACIA um movimento voltado para a cultura da inovação. Primeiramente com o Projeto Anápolis Global, seguido da formação do Comitê da Indústria de Defesa e Segurança de Goiás – COMDEFESA-GO, levado à Federação das Indústrias do Estado de Goiás – FIEG, que deu total apoio com a chancela do projeto e finalmente com a criação do ACIATec.

Todas essas ações convergiram para um ponto estratégico, a necessidade de reunir numa mesma comunidade os agentes da tríplice hélice, principal objetivo do CEITec, sendo que nenhum deles pode se sobrepor a outro, por isso o papel de equilibrar esta relação coube ao associativismo.
Nesse processo, importantes parcerias e conquistas já foram alcançadas, entre elas a diminuição significativa da carga tributária para produtos de defesa no estado de Goiás e termos de cooperação entre universidades e órgãos ligados à Força Aérea Brasileira; alguns já estão em prática, sendo o início de um novo ciclo de desenvolvimento para Anápolis e região que terá o CEITec como ponto de convergência.

 

 

 

 

 

Tríplice Hélice

Por Leidiana Batista – Jornalista

COMDEFESA-GO E ACIATEC SE REÚNEM EM BRASÍLIA NO MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

A reunião realizada no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação em Brasília, entre o COMDEFESA-GO, ACIATec e o Secretário do MCTi, Marcelo Gomes Meirelles, trouxe boas perceptivas para projetos iniciados em Anápolis.

A pauta do encontro foi a prospecção para financiamentos a serem oferecidos pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) do MCTI para o CEITec. Os recursos abrangem todas as etapas e dimensões do ciclo de desenvolvimento científico e tecnológico: pesquisa básica, pesquisa aplicada, inovações e desenvolvimento de produtos, serviços e processos.

O secretário Marcelo afirmou que os recursos de 2020 já estão comprometidos, mas que há boas perspectivas para 2021, por isso seguirá o relacionamento com o COMDEFESA-GO e ACIATec.

Fonte ASCOM/ACIA